Imobiliário é desenvolvimento – SBR Empreendimentos

Imobiliário é desenvolvimento

O setor imobiliário segue expandindo desde 2020, ano em que o lar ganhou um novo significado indo além do conforto para a segurança contra a pandemia e a crise sanitária por ela gerada.

A queda na taxa de juros contribuiu com a recuperação do mercado, permitindo que mais pessoas tenham acesso ao crédito impulsionando a procura por imóveis. A digitalização, por sua vez, foi peça chave para manter o funcionamento e a realização da jornada de compra.

É comum pensar que os efeitos dessa expansão impactam somente as empresas e os profissionais que atuam nesse mercado. Entretanto, essa não é a realidade.

O crescimento do mercado imobiliário tem grande impacto na melhoria da sociedade em geral. A chegada de um novo empreendimento traz melhorias e investimentos em infraestrutura no entorno. Essa aplicação de recursos influencia diretamente na melhoria, contribuindo para a transformação do local, na melhora da qualidade de vida, segurança e novas oportunidades de geração de renda.

Além disso, uma região não se desenvolve somente com a chegada de novos moradores. É preciso de uma estrutura que torne a vida possível naquele lugar. Daí vem a chegada de novos serviços nas áreas mais diversas, entre as mais comuns o comércio, a saúde, e educação.

Ainda neste último ponto, o mercado imobiliário também contribui para a geração de pesquisa e projetos na área acadêmica, formando não apenas profissionais mais qualificados, como também ajudando a construir novos conhecimentos da área. A ADEMI-BA, por exemplo, vem, nos últimos anos, reconhecendo essas contribuições por meio de Prêmio ADEMI de Inovação Acadêmica.

Outra grande contribuição da incorporação imobiliária está na abertura de novos postos de trabalho.

Apenas no início deste ano, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), a construção gerou 45,06% mais vagas de emprego que no mesmo período de 2020, sendo 43.469 postos de trabalho criados apenas em fevereiro. Em Salvador, o setor chegou a representar 50% de todos os postos de trabalho criados na cidade em um único mês.

Um outro ponto é a arrecadação tributária, presente em todas as fases de construção do empreendimento. Desde a aquisição do terreno, passando pela incorporação, construção e entrega do imóvel. O mercado gera recursos diretos ao poder público, através de taxas e impostos.

Após sua entrega, o comprador final continuará contribuindo com o IPTU, impactando positivamente na arrecadação municipal.

Onde o mercado imobiliário atua, desenvolve as cidades, Gera retorno para as empresas de toda a cadeia produtiva, promove a urbanização e gera benefícios para a sociedade.

Cláudio Cunha
Presidente da ADEMI-BA (Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário da Bahia).

Veja também

Notícia não encontrada

Tenho
Interesse


    Este site usa cookies para fornecer a melhor experiência de navegação para você. Para saber mais, basta visitar nossa Política de Privacidade.
    Aceitar cookies Rejeitar cookies