Setor da Construção civil apresentou resultados positivos em 2021 – SBR Empreendimentos

Setor da Construção civil apresentou resultados positivos em 2021

Apesar do impacto que a pandemia causou no crescimento econômico do Brasil, existe um setor que vem se recuperando das perdas. O setor da construção civil.

Segundo levantamento da Confederação Nacional da Indústria e da Câmara Brasileira da Indústria da Construção, o setor deve registrar o maior crescimento dos últimos 10 anos em 2021 com uma expectativa de alta de 5% no Produto Interno Bruto -PIB.

A Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário estima um montante de vendas 12,5% maior que o registado no ano passado (2020). A escassez e a alta no preço das matérias primas são fatores que de certo modo impedem um crescimento ainda maior.

No segundo trimestre do ano passado, quando a pandemia ainda gerava grandes restrições de circulação, o número de pessoas trabalhando no setor da construção civil era de 5,3 milhões. Já no segundo semestre desse ano, o número de pessoas trabalhando no setor chegou a 6,4 milhões. Isso quer dizer que cerca de 1 milhão de pessoas começaram a trabalhar na construção em um ano, pelos dados divulgados pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad).

O Ministério do Trabalho e Previdência informou em setembro que o Brasil gerou 253.083 empregos com carteira assinada no mês de outubro deste ano. Os dados constam do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

A Construção Civil criou 17.236 destas vagas de trabalho com carteira assinada. No acumulado do ano, o setor abriu 284.544 postos de trabalho formais, o que representa 9% do total de empregos com registro criados no Brasil em 2021.

Depois de quase dois anos de pandemia, as pessoas estão se reestruturando e replanejando para começar a investir de volta. Esse é o aspecto positivo do cenário para o futuro do mercado.

 

Veja também

Notícia não encontrada

Tenho
Interesse


    Este site usa cookies para fornecer a melhor experiência de navegação para você. Para saber mais, basta visitar nossa Política de Privacidade.
    Aceitar cookies Rejeitar cookies